Entendendo Justin Bieber

entendendo Justin Bieber, uma das novas manias escrotas dos adolescentes/crianças que não tem o que fazer. Entende a mente deste pobre garoto (de pobre ele num tem nada… Infelizmente).

Sempre estão surgindo novos artistas, cantores modelos, e com isso surge uma nova mania, especialmente com adolescentes/crianças que não tem nada o que fazer a não ser ouvir e ouvir as músicas desses astros teeen. Um deles é o Justin Bieber ou Justein Bieber ¬¬’ como preferirem.

Mais nada contra ele ser tosco e mesmo assim ganhar fãs. Todo mundo já teve um ídolo do qual se arrependeu no futuro. Que o digam as fãs histéricas do Poison nos anos 80.

Mas tem algo estranho nesse fenômeno. Algo bizarro. O que não é de se estranhar, uma vez que ele ganhou fama na Internet. Se a origem da sua fama é a mesma do Keyboard Cat, da coruja do ORLY e da Gaga de Ilhéus, você não pode ser muito normal.

Mas enfim, ele começou a ser conhecido através de vídeos no Youtube, como uma versão gringa da Mallu Magalhães que o Marcelo Camello ainda não comeu  (o que é apenas uma questão de tempo, já que ele consegue ser mais feminino do que a Mallu). E por algum motivo a indústria fonográfica, através da turma do hip-hop, resolveu apostar nele.

O mais bizarro é justamente ele ter ficado amigo dos rappers. Tipo, os caras são praticamente gangsters, sobreviveram a atentados, levaram tiros, e agora andam com uma criança branca à tira-colo. Acho que tem alguma piada irônica aí que a gente ainda não pescou. Ou talvez eles simplesmente estejam querendo parecer mais assustadores ainda, já que do lado do Justin Bieber até um poodle parece feroz e casca grossa.

Por falar em cachorros, talvez seja um bom momento para mencionar uma das características mais marcantes do Justin: afinal, o que raios tem embaixo daquele capacete que ele usa como cabelo?

Um 666 talvez? Hm, duvido. Tudo bem que Baby é uma música infernal, mas nem o próprio diabo seria tão sacana de criar o moleque chato. No fim das contas ele parece ser nada mais do que um mashup do Jordy com Playmobil.

Aliás, não podemos fechar sem falar de Baby, já que mesmo sendo um produto fabricado, Justin Bieber tenta se vender como músico. Mas pior pro Justin, que no seu caso, ele talvez nem aproveite seus 15 minutos de fama comendo milhões de mulheres e coisas do tipo, já que seu prazo de validade consegue ser menor do que o normal. Afinal, está quase mudando de voz, e dizem que nem consegue mais cantar Baby ao vivo.

Peraí… isso é bom pra gente, né?

Via VidaOrdinária

twitter :D

1 de set de 2010